30 janeiro 2016

O Mestre Da Luz


Na China, há mais de dois mil anos, dizem que um filósofo chamado Mo Tzu, Mestre Da Luz, observou que a luz, entrando por uma pequena abertura, poderia projetar uma imagem dentro de uma caixa fechada, o que seria a primeira câmera, a câmera escura, o primeiro filme.

O mestre da Luz lutou contra todas as formas de escuridão. Um gênio militar que usava seus talentos para evitar a violência. Empregava estratégias engenhosas para convencer os reis a não entrarem em guerra. Foi um dos primeiros a sonharem com o amor universal, o termino da pobreza e da desigualdade e a argumentar contra a obediência cega a rituais e autoridades.

Conhecemos apenas fragmentos do Mestre Da Luz, atribuídos a ele e seus discípulos, apesar de que em sua época, os chineses já vinham registrando livros há no mínimo mil anos. A existência de apenas fragmentos sobre o Mestre Da Luz pode ser explicada pela ocorrência das medidas drásticas de Qin Shi Huang, que ordenou a queima de todos os livros das cem escolas de pensamento da época, a primeira infeliz queima de livros do mundo. Quem resistia era enterrado vivo. Quin Shin Huang foi o primeiro imperador e unificador da hoje nação que leva seu nome: China.  É famoso o exército de 7 mil guerreiros em terra cota que guardam sua tumba.

Um dos poucos fragmentos de Mo Tzu de que se tem conhecimento se chama Contra O Destino, onde propõe um teste tripulo para todas as doutrinas, o que seria amostras iniciais da abordagem científica.


Fonte: 
Documentário Cosmos: A Espacetime Odyssey / 2014


Próximas Publicações


.Dificuldade Do Artista Amador Em Tempos De Redes Sociais
.Educação Em Foco
.Lado Obscuro Da Humildade
.Refutando A Necessidade De Silêncio
Não necessariamente nesta ordem