08 agosto 2014

Existe Mesmo Voto Consciente?


 CHARADA
Ou o Estado é muito democrático, permitindo a candidatura de suspeitos, ou o Estado é uma Fraude.
Mais uma vez fazem campanha para a importância do voto consciente. O embaraçado Sistema Eleitoral Brasileiro, com os nossos muitos políticos suspeitos, deve temer que o povo deixe de participar e contribuir com esse negócio lucrativo que tem sido a política Brasileira. É o que mais parece essa campanha. O que é mais importante para alguém que deseja ser eleito representante do povo? Ajudar o povo? Ou ajudar a si mesmo? Se fosse ajudar o povo, quantos trabalhariam voluntariamente? Se fosse ajudar a si mesmo, quantos assumem isso em campanha? 

RESUMEM TODAS AS SOLUÇÕES NO VOTO, MAS O VOTO POUCO PODE
Muitas vezes reclamamos dos problemas do país e, quase sempre ouvimos como explicação que, se quisermos mudanças, se quisermos dar uma resposta a tantas injustiças é só votar consciente, mas como seria isso? Muitos dizem que o voto tem poder e que, a culpa pela má administração  do Brasil, no fundo, é do povo que não sabe votar. Porém, a maioria dos eleitores brasileiros é composta por analfabetos funcionais, ou seja, provavelmente têm pouca ou nenhuma condição de analisarem os candidatos e votarem com a devida consciência. Ora, se são de certa forma incapazes, como podem ser culpados? E não seria, o Estado, o primeiro a ter que fazer algo pra que esse quadro de escuridão eleitoral se reverta? Aliás, por que em alguns países cuja democracia já esta bem avançada não existe, por exemplo, o voto obrigatório?
                  
                   O QUE É VOTO CONSCIENTE? 
Essa expressão parece ser tipicamente Brasileira ou de sistemas políticos eleitorais problemáticos pois revela como tal sistema político eleitoral é falho. Entende-se principalmente por voto consciente a escolha do bom candidato, ou seja, existem os maus e não são poucos. Mas por que o Sistema Eleitoral permite os maus candidatos? E mais, o que impede um candidato de mentir, se passar por bom e "mamar" pelo menos quatro anos? Escolher uma pessoa pra trabalhar pro país sem que essa pessoa nos dê um mínimo de garantia, a não ser a duvidosa palavra característica do político brasileiro, é um vacilo  tremendo, não acha? Você não contrata um pedreiro sem que ele dê a garantia de fazer o que foi combinado. E caso o pedreiro não esteja cumprindo com o prometido, você no mínimo não dá o dinheiro todo pra ele e dispensa o serviço. Mas os políticos não, você espera quatro anos e escolhe outro, se não der certo, espera mais quatro anos e assim eternamente. Precisamos de reformas que nos aproximem mais do modelo de democracia participativa. Precisamos aprovar mecanismos como por exemplo a revogação de mandato. Acredito que o voto mais consciente possível seja aquele em que a gente encontre o candidato com boa reputação e "chute", com a esperança de que este trabalhe bem.  No contexto da nossa cultura e do sistema político eleitoral vigente, não vejo no voto esse poder todo que falam por aí.

BOM SERIA SE O PROBLEMA FOSSE AS URNAS ELETRÔNICAS
Se fosse só esse o problema, tudo se resolveria tornando as urnas confiáveis. Um bom exemplo de como o voto não não garante democracia e que não escolhemos plenamente nossos representantes é o caso do Deputado Federal Tiririca que, pela quantidade de votos, elegeu mais três, ou seja, seus eleitores elegeram mais três candidatos sem terem realmente a intenção. Não creio que seja justo o uso do quociente eleitoral, o qual pucha e elege candidatos com menos votos que outros. Além do mais, é covarde a estratégia de partidos que lançam a candidatura de palhaços e outros do tipo, se aproveitando da inconsciência política do eleitorado que, muitas vezes, ainda acha que estaria fazendo um voto de protesto.     
VOCÊ AINDA ACHA QUE A CULPA É DE QUEM VOTA MAL?
Seria possível um Sistema Político que permitisse apenas a candidatura dos bons políticos onde qualquer um poderia realizar um bom trabalho? Seria possível o voto ser realmente apenas uma escolha pelo gosto, pela identificação com as propostas? Ou o voto será sempre uma esperança em vão, um chute sem resposta certa, uma bomba relógio em nossas mãos pra tentarmos desarmar em que, se não escolhermos cortar o fio certo, somos responsáveis pelo desastre?

 O QUÊ O VOTO PODE FAZER REALMENTE?
O voto até pode mudar a linhagem que vem governando, pode mudar o político, mudar o partido, mas não muda o jogo, a politicagem, ou seja, não garante muita coisa. Votar pode colocar um novo político pra trabalhar, mas por que não pode demiti -lo também? Ferramentas como a revogação de mandato poderiam ser úteis, não acha? O máximo que podemos conseguir atualmente com o voto é tentar eleger novos políticos e com boa reputação, em especial os que se propuserem a reformar o próprio sistema que os carrega no colo, reduzindo suas próprias mamatas e tornando as regras mais duras em todos os poderes. E quantos fariam isso realmente por livre e espontânea vontade? Ou seria necessária pressão popular? Creio que sim. Nós, o povo, podemos mudar muita coisa independentemente de quem esteja nos representando, nem sempre precisamos esperar por santos e almas caridosas se candidatando e lutando por aquilo que a gente precisa. Podemos nos organizar, criar leis de iniciativa popular, ou mesmo exigir que votem e aprovem leis que julgarmos mais importante. 
GANHA BEM PRA TRABALHAR, MAS SÓ SE ALGUÉM VIGIAR
Há quem diga que o sentido do voto se completa com a permanente cobrança dos eleitores sobre seus candidatos. Mas você acha justo, um empregado seu ter tanta mamata, altos salários, tudo melhor que você patrão e ainda ser necessário você ficar cobrando o tempo todo pelas promessas de trabalho feitas? Políticos já são bem pagos, tanto pra que a gente não precise agradece-los quando fizerem algo de bom, quanto pra receberem a culpa pelos problemas da administradão do país. Tá difícil? Ninguém é obrigado a se candidatar. 

O VOTO GARANTE O QUÊ?
Aquele que vota por um par de sapatos ou uma camiseta tem garantido um par de sapatos e uma camiseta. E, aquele que vota por fé e esperança, terá garantido o quê?  Se, vender o voto é crime, e passar quatros anos na mamata?